25 de out de 2016

Ex-Amigo

É estranho dizer ex-amigo, porque sempre imaginei que as amizades acabavam por conta do tempo e distância. Até que aconteceu comigo de um amigo simplesmente para de falar com você, por ter ficado maguado e acreditar que não vale a pena o perdão.

Ele tem o direito de não querer mais minha amizade. Ok, eu sei que errei. Mas eu também já desculpei enúmeros erros dele, que talvez fosse até mais grave que o meu. Ninguém tem uma bola de cristal para saber o certo e o errado, somos humanos. Também não vou correr atrás e implorar para ter sua amizade de volta, tenho minha vida e meus problemas. Quando percebo que não faço mais a mesma importância que dou para amizade de alguém, me afasto e assim é melhor.

Hoje tenho outros amigos, sim. Sou uma pessoa fácil de lidar, com quem me idenfitico. Sou dificil, quando percebo que a pessoa quer ser superior ou grandecer por conta de algo. Ninguém nesse mundo é melhor do que o outro, então pra conseguir minha amizade, seja humilde. Mas também não tão humilde a ponta de próprio se humilhar. Ninguém aqui esta pra ser humilhado, nem pra humilhar. Amizade se conquista. É talvez eu seja dificil de fazer amizades...

Mas dói quando vejo post no facebook sobre amizades antigas ou alguma recordação nossa. Não é que dói, fico incomodada, em saber que dessa vez não vou atrás e assim vai ficar. Até porque de 15x que pararamos de se falar, 13x eu que fui atrás, as outras 2x foi porque algum amigo em comum conseguiu nós apróximar. E agora vai ficar assim... Cansei! Se em anos de convivência você não deixou o orgulho de lado um momento e propôs a ter minha amizade de volta, não vai ser agora que vai deixar. Em pensar que com o passar do tempo, você ia me mandar mensagem.

Inoncente eu.

9 de out de 2016

#NatalDosBichinhos Por The Jorge Tattoo Studio

Ano passado, saiu uma reportagem de um tatuador que teria lançado uma campanha "Doe ração e ganhe uma tattoo pet", na época comentei no aqui no blog que em SP também teve um tatuador que gostou da campanha e decidiu 'entrar na onda'.


Depois de alguns meses, localizei o vídeo em forma de agradecimento ao grande sucesso que foi a campanha. As inúmeras mensagens e histórias dos bichinhos que ouviu durante as seções de tatuagens. 

"600 kg de ração: mais de 50% foi pro "Abrigo Neide Luna" em São Roque. Uma parte para uma senhora (Dona Rosa) que mora no meu bairro. Uma outra parte foi pra Abghail em Atibaia"

Foi então que decidi entrar em contato com o Jorge, para saber um pouco mais.

Algumas palavras sobre a campanha:

- Um simples ato, pode virar algo tão grandioso e difícil de controlar. Um resumo de como foi a campanha. No começo foi uma idéia, de alguém que estava fazendo fora de São Paulo, e imaginei, gostaria de fazer também, não tenho grana pra bancar os bichinhos, mas posso transformar meu trabalho em benefício deles. Assim surgiu o primeiro contato na rede social, avisando que iria aderir a campanha, mas sem previsão, pois achava que iria demorar uns 3 meses para conseguir umas 10 pessoas, mas não foi bem assim. Após divulgar um flyer no facebook, em 1 hora já tinha milhares de visualizações, e em uma semana chegou a 2 milhões, assustador né? Imagina como ficou meu whatsapp, caixa de mensagens, facebook. Até hoje tem mensagem lá que ainda não tive tempo de responder. O telefone tocando sem parar, e a cada 3 segundos uma notificação. Apesar da loucura eu fui em frente, e organizei os finais de semana para realização das tatuagens, a felicidade maior foi poder ver a gratidão das pessoas e aquela pilha de rações aumentando. Foram quase 3 meses de trabalho, pois na semana realizava meus projetos pessoais e conversava com as pessoas, organizando os desenhos para serem feitos no fim de semana. Cada pessoa que vinha no estúdio tinha uma história, um desenho diferente e falavamos sobre nossos bichos, eu nem podia falar direito do meu falecido gatão que meus olhos já enchiam de lágrimas. Assim a campanha foi ganhando uma enorme repercussão, que meu nome foi citado na rádio, quando falavam do Jorge da campanha, muita gente comentava que tinha visto. Um das estrelas do show foi a Akira, minha gatinha sem cor definida, conquistava todo mundo que vinha tatuar. No dia 18 de dezembro de 2015 encerrei oficialmente a campanha, muitas pessoas ficaram tristes por não conseguirem um horário comigo, mas a missão era entregar as rações antes do natal, eu tinha algumas indicações para visitar, e fui pessoalmente aos abrigos, engraçado foi ver a reação das pessoas, algumas delas agradecidas pelo gesto, outras achando que eu era da vigilância sanitária, e o pior, gente que pouco se importou com o que eu fiz, falava em ração, visualizava e nem respondia as mensagens, mas observando os pedidos de $$$$$$DINHEIRO$$$$$ eram bem apelativos. Isso só me fez perceber o quanto temos que ser verdadeiros com nossos objetivos, e sei que todo meu esforço valeu a pena. Hoje estou me preparando para a próxima campanha, e pensando em melhorar ainda mais, talvez com mais arrecadações como brinquedos para crianças carentes, sei que tem muita gente de bom coração e que querem ajudar, mas que precisam de uma voz ativa para fazer tudo isso acontecer e eu quero ser uma delas, seja ajudando os animais, pessoas que precisam ou doando meu talento pra melhorar a vida daqueles que realmente precisam.

ALGUNS MODELOS DE TATTOO
PARTE DA DOAÇÃO
Precisamos de mais ações e menos críticas. Se metade das pessoas que gostam de crítica, fizesse 1% do bem para o próximo (seja animal ou humano) talvez não existisse tantas necessidades no mundo. 
Um pequeno gesto do profissional, fez um número grande de pessoas agissem melhor!

Parabéns pela atitude, parabéns pelo profissional! Que sirva de exemplo para todos, pois para ajudar basta querer! <3

26 de set de 2016

Voltar e ficar

Já perdi as contas de quantas vezes desistir e quantas vezes voltei. Mas uma coisa é certa, eu gosto disso. 
Gosto de escrever, de pesquisar ideias e compartilhar. Mesmo que seja para uma pessoa ver, ou só para armazenar e um dia usar de alguma forma.

Por tanto, voltei e quero ficar.

O nome mudou, porque Blog da Joy fica com aspecto "mocinha" o que não sou. Joice Monteiro sou eu. Um pouco de cada. Moda. Profissão. Trabalho Voluntário. Gato. Maquiagem. Decoração. Casamento. Viajar. Tênis. Turma da Mônica. Preto. Comida. Festa Infantil. Tecnologia. Amor. Rotina. Nem eu mesmo me conheço. Tenho gostos variavéis e comuns. 

Que dessa vez, eu fique até vocês cansarem. :)
© Joice Monteiro
Maira Gall